O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Tratamento do lixo municipal

Universidade do Estado
do Pará e Universidade Federal Rural da Amazônia entregaram ontem o Plano
Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos para prefeitura de Acará, que
inclui diagnóstico e sugestões para o tratamento do lixo no município.

O estudo foi feito com recursos da Fundação de Apoio à Pesquisa, Extensão e
Ensino em Ciências Agrárias (Funpea) da UFRA. Durante três meses, profissionais
das duas universidades, bolsistas e um consultor da Alemanha percorreram o
município para ver de que modo é feita a coleta de lixo e como a população lida
com o problema.

No baixo Acará, nas áreas rurais, foram detectados pequenos grupos que fazem
coleta seletiva do lixo e aproveitam para ganhar dinheiro com a reciclagem.
Vendedores de carne e açaí, e comerciantes de modo geral são os com menor
índice de consciência ambiental em relação à destinação do lixo.


Uma das soluções apresentadas no documento é a utilização de biodigestores, que
além de dar destinação ecológica para os resíduos sólidos é capaz, por meio do
biogás, de gerar também energia elétrica. Outra alternativa é a criação de
aterros sanitários.

Com a implantação do sistema, há expectativa de novos postos de trabalho, além
de transferência de tecnologia entre Acará e Alemanha no setor. Os
especialistas da UEPA propuseram, ainda, a criação de um Centro de Treinamento
no município, que ofereça permanentemente cursos de capacitação ambiental aos
moradores.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *