Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Em 17 de dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o 25 de novembro Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher. Passados 22 anos, os dados do 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública são aterrorizantes: por…

Todos contra o trabalho infantil

O próximo dia 12 é o Dia Internacional contra
o Trabalho Infantil
.
Há mais de 4 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho
irregular no Brasil, quase 10% da população entre 5 e 17 anos. 
A contradição é chocante: apesar de o trabalho ser proibido nessa faixa
etária, salvo na condição de aprendiz a partir dos 14 anos, a CLT permite que seja expedida autorização
para menores de 14 anos quando a atividade for “indispensável para a subsistência do menor, de seus pais, avós e irmãos“.
Acontece que, dentre as atividades permitidas, várias são classificadas
pela Organização Internacional do Trabalho como piores formas de trabalho infantil (lixões, pedreiras, pavimentação
de ruas, oficinas mecânicas, dentre outros).
O governo brasileiro se comprometeu a erradicar, até 2016, as piores
formas e, até 2020, todas as formas de exploração do trabalho precoce. Como se
vê, falta muito.
O Conselho Superior da Justiça do Trabalho Justiça do Trabalho resolveu ser
mais enfático e instituiu comissão nacional para propor ações de combate ao
trabalho infantil e regularização do trabalho adolescente. Tomara que consiga
efeitos práticos a curto prazo. É preciso que a mobilização seja de todos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *