Quando todos apostavam em uma radicalização que causasse esgarçamento das relações empresariais na cúpula das indústrias instaladas no Pará, a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Pará, liderada por José Conrado Santos e José Maria Mendonça, deu uma…

Os botânicos Fúvio Oliveira e Rafael Gomes, doutorandos do Programa de Pós-graduação em Botânica Tropical do Museu Paraense Emílio Goeldi e Universidade Federal Rural da Amazônia, concorreram com 86 jovens cientistas do mundo inteiro e estão entre os 23 contemplados…

Na próxima terça-feira, dia 16, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, deverá incluir na pauta do plenário a apreciação do Processo nº 7/2022, encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado, tratando da prestação de contas do Governo do Pará…

Liderados pelo presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), promotor de justiça Manoel Murrieta, que é paraense, promotores, procuradores, juristas e convidados do Brasil inteiro irão reafirmar o compromisso institucional do Ministério Público e o seu papel…

Túnel do tempo

Esta foto é de uma visita técnica dos alunos concluintes de Engenharia Civil, turma de 1972, da UFPA, cadeira Pontes e Grandes Estruturas, cujo titular era o Professor Dr. Hildegardo Bentes Fortunato. Agora – acreditem – a ponte de concreto e quase concluída é a mesma que a gente atravessa hoje para chegar à praia do Atalaia, em Salinas. Vejam que naquele rumo havia apenas mato, porque ainda faltava o aterro na cabeceira da ponte. Na época, sem acesso ao Atalaia, o point dos socialites era a praia do Maçarico. O quase engenheiro que aparece de frente, de camisa branca, calça boca de sino e barba a la Che Guevara, era ninguém menos que o Ademar Ayres do Amaral, nosso premiado cronista do Uruá-Tapera, que me contou essa história do fundo do seu baú.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *