Na terça-feira da semana passada (19), quando estava em votação no plenário da Assembleia Legislativa projeto de Indicação de autoria da deputada Professora Nilse Pinheiro transformando o Conselho Estadual de Educação em autarquia, detentora de autonomia deliberativa, financeira e administrativa,…

A desgraça sempre chega a galope, mas tudo o que é bom se arrasta indefinidamente no Brasil, o país dos contrastes e contradições, rico por natureza, com poucos bilionários e povo abaixo da linha da pobreza. Parece inacreditável, mas tramita…

O prefeito de Oriximiná, Delegado Willian Fonseca, foi reconduzido ao cargo pelo juiz titular da Vara Única daComarca local, Wallace Carneiro de Sousa, e literalmente voltou a tomar posse nos braços do povo. Era por volta do meio-dia, hoje (26),…

A equipe multidisciplinar do centro obstétrico da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, em Belém (PA), vivenciou uma experiência rara e emocionante: o parto empelicado. Imaginem um bebê nascendo dentro da placenta intacta, com os movimentos visíveis, praticamente ainda…

TJE-PA avança em conciliações nas Varas de Família

Mais 100 audiências de conciliação relacionadas a processos de divórcio, união estável, guarda de filhos e alimentos estão agendadas para amanhã, durante o 10º Mutirão de Conciliação do Centro Judiciário de Solução de Conflito, do Tribunal de Justiça do Pará. A ação será das 8h às 14h, no salão Rui Barbosa do Fórum Cível de Belém (3º andar). O Centro, coordenado pela juíza Margui Bittencourt, é especializado em buscar soluções para conflitos judiciais de família. 

Para conciliar é preciso que as partes estejam dispostas ao diálogo, deixando de lado as mágoas e os ressentimentos, tão comuns em casamentos desfeitos. Ao invés de carregar acusações mútuas, é melhor que o ex-casal leve planilhas com gastos mensais das crianças e também das despesas dos que irão pagar a pensão, para facilitar as coisas. Nada de indiretas, picuinhas ou xavecagem, se é que me entendem. Estarão lá, em 12 mesas de conciliação, juízes, promotores de justiça, defensores públicos, conciliadores voluntários, servidores, equipe técnica e terceirizados. Os acordos durante as audiências têm o mesmo valor de uma sentença.  

Mais 400 audiências estão programadas até dezembro deste ano. Quem tiver interesse em conciliar pode solicitar à Vara que encaminhe o processo ao Cejusc para que seja incluído nos próximos mutirões, uma vez por mês até o final do ano: dia 09 de setembro, dia 07 de outubro e dia 4h de novembro, sempre das 8h às 14h.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *