O presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, foi aclamado ontem por servidores e deputados após a sessão plenária, que se estendeu até as 15h, ao entregar os espaços reformados que já estão prontos para utilização. É que, em…

O delegado de polícia de Oriximiná, Edmílson Faro, prendeu o vigia Ailton Ferreira da Silva a pedido do presidente da Câmara Municipal, vereador Marcelo Andrade Sarubi (PSDB) e do vereador Márcio Canto (PTB) e, na presença de ambos e do…

Primeira do Brasil totalmente focada na educação para o trânsito, a biblioteca do Detran-PA foi criada em 1998 e começou direcionada ao público interno, funcionando no antigo prédio do órgão, ao lado da Ceasa. Em 1º de novembro de 1999,…

A Prefeitura de Belém vai revitalizar dezesseis imóveis do município que estão há anos em situação de abandono. Além do resgate do patrimônio histórico, artístico e cultural, a intenção é reduzir gastos com aluguéis de prédios que abrigam órgãos municipais.…

Tempo de erradicar os abusos

Hoje, em pleno Dia das Crianças, uma menina de 14 anos foi resgatada pelo Conselho Tutelar, nua e dopada, na chácara do deputado federal Sabino Castelo Branco(PTB-AM), e contou ter sido foi estuprada dentro da casa do parlamentar – que disse não saber de nada e ter sido informado pelo seu filho, Reizo Castelo Branco, que é vereador em Manaus.
Em 11 de maio de 2009, o professor doutor Gilson Monteiro, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade Federal do Amazonas, foi agredido em plena sala de aula da UFAM por Amim Aziz, irmão do atual governador do Estado do Amazonas, Omar Aziz (à época, vice-governador), e perdeu 50% da audição. Tudo porque fazia uma análise da relação da mídia com a retirada do nome de Omar Aziz da CPI da Pedofilia no Senado. A Universidade não agiu para protegê-lo e a grande imprensa se omitiu, curvada ao poder político.
Como se vê, Pará e Amazonas têm muito em comum, e os abusos sexuais contra crianças e adolescentes se perpetuarão diante da conivência da sociedade. Até quando os que se calam tiverem filhas ou netas vítimas desses monstros. Aí poderá ser tarde demais. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *