Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Tem que doer no bolso

Os juízes Elder Lisboa e João Lourenço Maia
da Silva condenaram o governo do Pará a pagar diferenças salariais de
motoristas da Sefa que, em flagrante desvio de função, atuavam como fiscais da
Fazenda estadual, o que configura outra ilegalidade, ainda mais grave. Muito
bem.
Agora que ficou comprovado o crime contra a
administração pública, está na hora de o MP entrar em cena e pedir a punição pessoal
dos responsáveis: quem colocou os motoristas na função de fiscal, e inclusive
quem criou o famigerado quadro suplementar não estável (aliás, tem sempre um em
todos os órgãos estaduais, inclusive no TCE-PA). Chega de penalizar o contribuinte
pelas práticas de quem usa o público como privado. Até hoje, todas essas
condenações são pagas com o meu, o seu, o nosso dinheirinho. Os dirigentes
gargalham. Quando cada um responder pessoalmente pelo que faz à frente da
máquina, a farra acabará.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *