Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Suspenso reajuste de tarifas para o Marajó

Por determinação do governador Simão Jatene está suspenso qualquer reajuste na tarifa do transporte fluvial de veículos e passageiros para os municípios do arquipélago do Marajó, tanto em balsas quanto em qualquer outro tipo de embarcação. Após uma reunião que durou três horas, em pleno domingo à tarde, na Secretaria de Estado do Transportes, realizada a pedido do presidente da Federação das Associações Comerciais e Industriais (Faciapa) e da Associação Comercial do Pará, Fábio Lúcio Costa, com o secretário de Estado de Transportes, Kleber Menezes; o diretor geral da Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (Arcon), Bruno Guedes; o prefeito de Soure, Guto Gouvêa, o presidente da Associação Comercial de Soure, Willen Moreira, e o diretor da entidade, Marco Aurélio, ficou decidido que a Fapespa – Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará conduzirá estudo técnico  relacionado ao reequilíbrio econômico-financeiro do contrato de travessia, que vem desde 2010, à luz de preços de mercado e levando em conta as reivindicações dos moradores da região e o atual momento econômico. O estudo deverá durar 60 dias e a Faciapa e Amam – Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam) terão direito a representantes nesse grupo de trabalho. Já está marcada nova rodada de negociações para o próximo dia 4 de maio.

Em pauta, além da tarifa, está a oferta, qualidade e acessibilidade no transporte hidroviário, o ambiente concorrencial, inclusive oferta de novas empresas para prestação do serviço, alteração de horários da linha e vinculação do transporte fluvial com os ônibus. O Ministério Público Estadual também será chamado a participar das tratativas, até porque envolvem direitos difusos que precisam ser protegidos. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *