Desde sua origem, Marabá (PA) sofre anualmente enchentes dos rios Tocantins e Itacaiúnas e a população que reside em áreas de risco fica em situação de vulnerabilidade. Todos os anos a defesa civil estadual e municipal planeja, monitora e prepara…

Em noite de gala na próxima segunda-feira, 24, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes, em Belém, o governador Helder Barbalho vai lançar o 110º Campeonato Paraense de Futebol, o Parazão Banpará 2022, com transmissão ao vivo pela TV e…

Todos os órgãos de segurança estão trabalhando de forma integrada para dar suporte à população em face da destruição do pilar central e iminente desabamento do vão da ponte do Outeiro. O Centro Integrado de Comando e Controle da Segup…

O Procurador-Geral de Justiça do Estado do Pará, César Mattar Jr., recebeu em audiência o advogado Arnaldo Jordy e uma comissão integrada por Simone Pereira, da Universidade Federal do Pará; Marcelo Alves, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e…

‘Sons do Caeté’ vence prêmio Vivo

O projeto ‘Sons do Caeté’, de Bragança, coordenado pelo Sr. Aurimar, venceu na categoria Música Que Ensina o prêmio ‘Vivo Música Que Transforma’. O anúncio foi revelados na noite da terça-feira, 26, no Teatro Vivo, em São Paulo. 

Criado para reconhecer iniciativas inspiradoras que utilizam a música como meio de inclusão e transformação social, o prêmio reuniu artistas como Carlinhos Brown, Margareth Menezes, Dani Black e Blu Bell, além dos finalistas nas três categorias e convidados do cenário musical brasileiro. Mais de 360 projetos concorreram e os quatro ganhadores (um de cada categoria mais o Voto Popular) receberam R$ 10 mil  em certificados de barras de ouro. 

O projeto ‘Sons do Caeté: multiplicando educação, preservação e cidadania na Amazônia’, de Bragança(PA), é voltado à educação musical para promover a transformação social. Criado em 2006, acolhe crianças, adolescentes e jovens e propõe a inclusão por meio da formação profissional e cultural no Pará. Oferece aulas de música e cidadania, além de cursos para fabricação de instrumentos musicais. 

“Solo fértil de manifestações culturais, artísticas, da gastronomia e do entretenimento, o Pará agora se destaca no cenário nacional pela dobradinha música e educação”, comenta Ricardo Vieira, diretor da Vivo na Regional Norte, que integra, além do Pará, os estados do Amapá, Amazonas, Maranhão e Roraima. 

Na categoria Voto Popular, escolhida via site e aplicativo Vivo Meu Show, o vencedor foi o projeto Cultura, Arte, Educação e Cidadania, de Aracaju, com mais de 70% dos votos. A iniciativa oferece aulas de música para crianças de escolas públicas e de uma comunidade quilombola, que fica em região de vulnerabilidade de Aracaju. 

Música Para Todos, categoria voltada a projetos que promovem a democratização do acesso à música e abertura de palcos para novos artistas, teve como vencedor o Dia da Música, de São Paulo. Com shows gratuitos em mais de 30 cidades de todo o Brasil, é inspirado em um movimento francês, a Fête de la Musique. Em sua segunda edição no Brasil, contou com mais de 200 apresentações. 

Já o Street Music Map, também de São Paulo, ganhou a categoria Música Que Conecta, focada em ferramentas digitais, de mapeamento colaborativo de músicos de rua de todo o mundo, que pode ser acessada via site ou aplicativo.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *