A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

Saúde e retomada da economia em destaque na LOA e PPA

O presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, conseguiu aprovar à unanimidade e antes do prazo constitucional a LOA 2022 – Lei Orçamentária Anual, bem como a Revisão do PPA 2020-2023. Ao ler em plenário os pareceres, o relator das duas matérias, deputado Igor Normando, presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Alepa, enfatizou o setor de saúde e a retomada do desenvolvimento econômico do Pará como os principais pontos dos projetos.

O projeto de lei nº 347/2021, da LOA 2022, estima a Receita e fixa a despesa do Estado do Pará para o exercício financeiro de 2022. Das 387 emendas apresentadas no âmbito da CFFO, 323 foram incluídas pelo relator. Já o projeto de lei nº 349/2021, de revisão do PPA 2020-2023, recebeu 334 emendas mas foram acatadas 316.

O Legislativo tinha prazo até o próximo dia 20 mas a pauta foi esgotada na terça-feira passada (14). Dos 41 deputados, 33 apresentaram propostas à Lei Orçamentária Anual. A maioria delas trata de projetos e ações para as áreas prioritárias. Na saúde, por exemplo, há propostas de reforma e construção de UPAs e hospitais. Na educação, reforma e construção de escolas do ensino básico, escolas tecnológicas e campus da Universidade do Estado do Pará (UEPA). Na segurança pública, equipamentos para monitoração eletrônica de ruas. Também houve emendas para promoção de ações em benefício de pessoas com deficiência; obras de abastecimento e saneamento básicos; pavimentação, recuperação e drenagem de vias públicas.

A LOA 2022 prevê receita de R$ 31,337 bilhões, aumento de 15,9% em relação a 2021. Os resultados deverão representar mais investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança e assistência social, com perspectiva de maior produção e geração de emprego e renda, pontuou o presidente da Alepa, deputado Chicão.

Ao analisar a peça orçamentária, o deputado Igor Normando destacou, entre as obras previstas na LOA 2022, a construção do Hospital da Mulher, do Pronto Socorro da Augusto Montenegro, policlínicas, BRT Metropolitano, construção e reconstrução de escolas, implantação de unidades da Usina da Paz, ampliação do Projeto Porto Futuro, primeira fase do Parque da Cidade, terminais hidroviários, ampliação do programa “Asfalto por todo o Pará” e implantação e continuidade de programas sociais, como “Creches Por todo o Pará” e “Renda Pará”.

Está previsto um aporte de R$ 14 bilhões na área social – envolvendo educação, saúde, segurança e assistência social, correspondendo a um percentual de 45, 53% do total de recursos para 2022. O relator adiantou que o Governo do Estado orçou R$ 19 milhões para a realização de concursos públicos no próximo ano. A previsão é de duas mil novas vagas em diversos setores do Executivo Estadual. A ação será desenvolvida pela Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad).

O presidente da CFFO explicou que as emendas ao PPA ajustarão o Plano Plurianual ao novo quadro socioeconômico, especialmente em razão da pandemia do Covid-19. Ele explicou ter priorizado as contribuições dos parlamentares, que por sua vez tentaram emplacar as reivindicações dos municípios e das comunidades em áreas fundamentais como saúde, educação, segurança e produção. “O relatório apresentado foi feito por muitas mãos, tendo por meta permitir dias melhores para nossa população”, salientou, ao elogiar o trabalho dos servidores da Assembleia Legislativa lotados na CFFO. “Sem essa equipe que trabalha em parceria e mostrando o seu melhor, nada disso seria possível, obrigado a todos”.

“O Pará ainda tem muitos e antigos gargalos sociais e econômicos. Por isso é preciso ter coragem, espírito público e sensibilidade para iniciar a mudança desse panorama. E o Governo do Estado passou para esta Casa duas peças orçamentárias que priorizam essa mudança. São vários investimentos de caráter social e inclusivo numa ponta e, na outra, investimentos para dinamizar a nossa produção”, afirmou o deputado Igor Normando, realçando que, de 320 prioridades de governo contidas no PPA, 91 foram indicadas pela sociedade, sendo 28,4% em todas as doze regiões de integração, e que foram revisados, ainda, os 904 indicadores das doze regiões, que são acompanhados anualmente.

A atividade legislativa entrou em recesso, mas a Alepa continua a ter expediente diário. O presidente da Casa convocou os deputados para a sessão solene de instalação da 4º Sessão Legislativa da 19º Legislatura, com leitura da Mensagem do governador Helder Barbalho, para o dia 2 de fevereiro de 2022, e nomeou a comissão que ficará de plantão, ele mesmo à frente.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *