O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Salve-se quem puder

Até o final deste mês a Associação dos
Concursados do Pará vai ajuizar Ação Civil Pública pedindo a nulidade das
nomeações de 30 candidatos, convocados além das 50 vagas previstas no edital do
Concurso Público C-149, para o cargo de Delegado da Polícia Civil do Estado.
A iniciativa tem apoio do promotor de Justiça Nelson Medrado, da 3ª PJ de
Direitos Constitucionais Fundamentais, da Defesa do Patrimônio Público e da
Moralidade Administrativa do MPE-PA.


José Emilio Almeida, presidente da
Asconpa, adianta que a entidade pedirá também que as
autoridades envolvidas nas irregularidades do concurso sejam punidas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *