0
A Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe) da Polícia Civil do Pará prendeu hoje em Itatin, na Bahia, o acusado de usar o nome do deputado federal Delegado Éder Mauro para aplicar golpe nas redes sociais, que renderam cerca de R$150 mil.
Jadson Loureno Araújo Fonseca foi apontado como responsável pelo perfil falso no Facebook de Éder Mauro que era usado para vender carros, motos e até bolsas de estudo. O mandado de prisão foi expedido pela Justiça paraense e o acusado ficou de chegar neste fim de semana.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

STF rejeitou ação de Wlad contra Helder e Jader Filho

Anterior

Praia do Céu, em Soure, Marajó

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *