0

Ao acompanhar o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, em visita técnica às obras do Mercado de São Brás e do Complexo Urbanístico do Ver-o-Peso, o presidente da Itaipu Binacional, Enio Verri, fez questão de garantir o repasse de R$ 85 milhões para a obra do mercado e R$63 milhões para o Ver-O-Peso, do montante de R$ 350 milhões, a fim de completar o investimento feito com recursos municipais até agora. O ritmo é intenso: a prefeitura trabalha em três turnos: manhã, tarde e noite, para cumprir o cronograma à risca.

“Para nós, do governo federal, esta obra é o símbolo que o mundo vai olhar. Foi discutido ontem, após a reunião em Brasília, que podemos ajudar ainda mais a Prefeitura de Belém na preparação para o evento. Agora as obras estão em ritmo acelerado e queremos deixar melhorias para quem mora em Belém”, enfatizou Verri.

O prefeito Edmilson Rodrigues ressaltou o empenho de sua gestão para trazer a conferência à capital paraense. “Belém tem esse privilégio de estar na Amazônia. Saíram notas em jornais nacionais insinuando que a COP poderia ser no Rio, São Paulo e em Manaus. Mas o nosso empenho junto ao governo federal ajudou a trazer para a Amazônia. Durante minhas reuniões na Frente Nacional dos Prefeitos, consegui trazer apoios importantes para a realização do evento aqui”.

Edmilson também anunciou que Belém vai receber cerca de R$ 130 milhões do governo federal, a fundo perdido, a serem aplicados na compra de ônibus elétricos. Além disso, o governo federal vai repassar R$ 134 milhões para as obras da Bacia do Igarapé Mata Fome, complementando o investimento municipal nessa importante obra de saneamento.

A requalificação do Igarapé São Joaquim também é obra prioritária. O diretor de projetos da Secretaria Extraordinária da COP-30, Olmo Xavier, participou da vistoria e reafirmou o empenho e parceria entre as gestões municipal e federal. “Temos a COP-30 como uma grande oportunidade de elevar Belém para um outro patamar. Chefes de estado e delegações estrangeiras estarão aqui. O governo federal, junto com a Prefeitura de Belém, farão um esforço enorme para realizar um grande evento”.

No Solar da Beira, no Boulevard Castilho França, a Prefeitura de Belém apresentou o impacto positivo da obra para população e permissionários, além expor as etapas e a fase atual da obra: a execução da feira provisória, do estacionamento do Ver-o-Peso e da Praça do Relógio, com remanejamento de 435 feirantes. “Já estamos com 80% da obra executada da Ladeira do Castelo, que é a parte do calçamento dos revestimentos em granito e rochas similares”, explicou Edmilson, que levou a comitiva ao canteiro de obras da ladeira, que dá acesso à Feira do Açaí, em fase final do trabalho minucioso dos revestimentos  em granito e rochas similares.

“Para nós é tudo muito novo. O presidente Lula nos mostrou a importância de pensar no Brasil, que é pensar em política ambiental, é pensar em Belém. Afinal de contas, a COP-30 será realizada ano que vem e o mundo todo está olhando para esta capital, que vai receber líderes políticos de todos os países do mundo e todos estarão discutindo o planeta”, comentou Enio Verri.

Novidades na programação do Cine Líbero Luxardo

Anterior

Paysandu inadimplente com a Prefeitura

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *