Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Polo Moveleiro de Parauapebas ganha madeira

A recentíssima lei estadual nº 8.515, de 30 de junho de 2017, de autoria dos deputados Márcio Miranda e Gesmar Costa, acrescenta um quarto parágrafo ao artigo 1º da Lei 6.958/2007, permitindo que empresas e cooperativas recebam madeiras oriundas de atividades de supressão vegetal. Ou seja, as empresas que desmatam com autorização legal, tais quais as mineradoras, podem doar as toras. 


E já está produzindo efeitos: acaba de ser assinado termo de cooperação entre a Vale e a Cooperativa da Indústria Moveleira e Serradores de Parauapebas, pelo qual a Vale doará dois mil metros cúbicos de madeira legal para o Polo Moveleiro, o que vai gerar cerca de 400 empregos diretos em Parauapebas e ajudar a impulsionar a economia local. Com essa madeira, será possível trabalhar por mais 20 anos sem derrubar uma árvore sequer, além da queda no preço dos móveis produzidos pelo polo.  

No ato da assinatura da parceria, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Márcio Miranda, anunciou que está apresentando emenda ao Orçamento do Estado, no sentido da compra de uma estufa para que os moveleiros possam secar a madeira. 



A doação da madeira para a Coopmasp é fruto de atuação conjunta da Alepa, prefeitura e Câmara de Parauapebas, secretarias municipais, polo moveleiro, Vale, Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). 


Foto: Ozeas Santos.


Leiam a íntegra da lei aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *