Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Polo Moveleiro de Parauapebas ganha madeira

A recentíssima lei estadual nº 8.515, de 30 de junho de 2017, de autoria dos deputados Márcio Miranda e Gesmar Costa, acrescenta um quarto parágrafo ao artigo 1º da Lei 6.958/2007, permitindo que empresas e cooperativas recebam madeiras oriundas de atividades de supressão vegetal. Ou seja, as empresas que desmatam com autorização legal, tais quais as mineradoras, podem doar as toras. 


E já está produzindo efeitos: acaba de ser assinado termo de cooperação entre a Vale e a Cooperativa da Indústria Moveleira e Serradores de Parauapebas, pelo qual a Vale doará dois mil metros cúbicos de madeira legal para o Polo Moveleiro, o que vai gerar cerca de 400 empregos diretos em Parauapebas e ajudar a impulsionar a economia local. Com essa madeira, será possível trabalhar por mais 20 anos sem derrubar uma árvore sequer, além da queda no preço dos móveis produzidos pelo polo.  

No ato da assinatura da parceria, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Márcio Miranda, anunciou que está apresentando emenda ao Orçamento do Estado, no sentido da compra de uma estufa para que os moveleiros possam secar a madeira. 



A doação da madeira para a Coopmasp é fruto de atuação conjunta da Alepa, prefeitura e Câmara de Parauapebas, secretarias municipais, polo moveleiro, Vale, Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). 


Foto: Ozeas Santos.


Leiam a íntegra da lei aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *