O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

PMDB e PCdoB tentam obstruir sessão na Alepa

O PMDB resolveu obstruir a votação, hoje, na Alepa. Quando estava em pauta o projeto de autoria da deputada Eliane Lima(PSDB), que denomina Escola Laurival Campos Cunha a Escola Técnica de Trabalho e Produção de Barcarena, o líder Iran Lima pediu verificação do quorum e sua bancada saiu do plenário, além de Lélio Costa(PCdoB). A presidência, exercida na ocasião pelo 1º vice-presidente Fernando Coimbra, convocou os que estavam em seus gabinetes ou espalhados pela sala VIP e sala de imprensa para tomarem seus assentos. Começou a contagem. Faltava um. Acontece que José Scaff chegou na hora e, desavisado da estratégia de seu partido, entrou em plenário e deu quorum. Quando se deu conta, quis se ausentar, mas aí os demais cobraram que registrasse sua presença. Começou um debate sobre o direito de sair e o dever de computar. Nesse instante, chegou Luth Rebelo, de muletas. Iran Lima observou que ele estava de licença, mas é fato que se foi é porque podia. Enfim, já havia 22 dos 41 deputados em plenário e os projetos foram votados. Iran ainda tentou obstruir, insistindo em usar a tribuna, mas não estava inscrito e os seus correligionários que se inscreveram estavam ausentes. Por fim, Dirceu ten Caten(PT) também entrou e aumentou o quorum. Não é demais lembrar que agora PT e PMDB estão tipo de mal à morte. Bem me quer, mal me quer. Lição a ser aprendida: a oposição tem armas e meios para obstruir as sessões e votações, mas é preciso conhecer de ponta a ponta o regimento interno da Casa. Ao que tudo indica, sessões mais, digamos, animadas, virão.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *