Desde sua origem, Marabá (PA) sofre anualmente enchentes dos rios Tocantins e Itacaiúnas e a população que reside em áreas de risco fica em situação de vulnerabilidade. Todos os anos a defesa civil estadual e municipal planeja, monitora e prepara…

Em noite de gala na próxima segunda-feira, 24, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes, em Belém, o governador Helder Barbalho vai lançar o 110º Campeonato Paraense de Futebol, o Parazão Banpará 2022, com transmissão ao vivo pela TV e…

Todos os órgãos de segurança estão trabalhando de forma integrada para dar suporte à população em face da destruição do pilar central e iminente desabamento do vão da ponte do Outeiro. O Centro Integrado de Comando e Controle da Segup…

O Procurador-Geral de Justiça do Estado do Pará, César Mattar Jr., recebeu em audiência o advogado Arnaldo Jordy e uma comissão integrada por Simone Pereira, da Universidade Federal do Pará; Marcelo Alves, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e…

Petista faz graves denúncias contra senador Paulo Rocha

Um vídeo bombástico está circulando nas redes sociais, com gigantesco potencial explosivo. Nele, o auto-intitulado militante do PT há mais de 30 anos Josué Carvalho Costa lê uma carta-denúncia na qual literalmente detona o senador Paulo Rocha(PT-PA). Relata, com riqueza de detalhes, dando nomes e sobrenomes a todos os envolvidos e a título de “delação”(!), e mais, afirmando ser para proteger a sua vida e a de sua família, uma série de práticas criminosas, inclusive admitindo a própria participação. 

Josué conta que era arrecadador de campanha de Paulo Rocha, desde 2005, admitindo que atuou de forma lícita e ilícita. Historia uma sequência de gravíssimas acusações: que Paulo Rocha indicava às prefeituras as empreiteiras que deveriam ser contempladas com os contratos do programa do governo federal Minha Casa Minha Vida; que havia um esquema perante a Cia. Docas do Pará (CDP) quando lá atuava a ex-diretora Socorro Pirâmides, de quem o senador recebia uma espécie de mensalinho; que interferia nas licitações da merenda escolar da Seduc, sempre recebendo propinas milionárias, e até junto ao consórcio construtor da UHE-Belo Monte, através da Andrade Gutierrez, onde teria indicado o ganhador do contrato de administração do cartão de alimentação dos trabalhadores; que Paulo Rocha teria arrecadado R$1 milhão junto a empreiteiros para comprar seu apartamento em Brasília e em contrapartida prometera incluí-los no registro de preços na Seduc. Afirma que até na PM existia o envolvimento de coroneis no esquema de arrecadação. E diz que vendeu seu único imóvel para pagar dívidas da campanha do senador, sob a promessa de que seria recompensado com a venda de livros didáticos às prefeituras que seriam indicadas. Afirma que em todos os esquemas existiu a participação da lobista Tiana Marques, pessoa de confiança de Paulo Rocha. E finaliza antecipando que entregará todo o material de que dispõe ao MPF e à PF.

Cliquem e assistam.  

O senador Paulo Rocha passou recibo do vídeo e postou uma resposta em suas duas páginas oficiais no Facebook, classificando a carta-denúncia como difamatória e parte de uma sórdida campanha contra seu partido. Leiam aqui embaixo a sua manifestação de defesa.

Evidentemente, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal têm obrigação de imediatamente abrir investigação rigorosa sobre todos os os itens denunciados. O caso é de relevante interesse público e envolve recursos federais. Se for uma infâmia, será provada a inocência de Paulo Rocha e ele terá toda a munição necessária para cobrar a reparação do dano. Caso contrário, os autos deverão seguir seu trâmite perante o STF, pelo foro privilegiado do senador, para aplicação das penas da lei.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *