Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Pesca e Aquicultura em pauta

Já são mais de 900 inscritos, de 80 municípios paraenses de todas as regiões, para o I Seminário de Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura do Pará, promovido pelo Movimento de Entidades da Pesca, no Hangar, em Belém, com apoio da Alepa e Governo do Estado, via Sedeme e Sedap. A programação inclui debates, troca de experiências e palestras sobre os principais entraves, fomento da cadeia produtiva, aproveitamento de resíduos de pescado, associativismo e cooperativismo no setor

Temas como o Registro Geral de Atividade Pesqueira – RGP (carteira profissional de pescador) serão abordados pelo secretário nacional de Aquicultura e Pesca do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Dayvson Franklin de Souza. Dos cerca de 450 mil pescadores registrados no Pará, pelo menos 150 mil ficaram proibidos de pescar e sem os benefícios da Previdência, com o cancelamento e suspensão do seguro defeso, que só no ano passado movimentou no Estado R$ 3.335.064.287,98.

Amanhã o credenciamento começa às 8h. De 9h às 12h, grupos de trabalho vão elaborar um Plano de Ação para a categoria no Pará.
A abertura oficial será às 14h e o encerramento na quinta-feira às 21h, com a Carta de Intenções contendo demandas do segmento, o cronograma dos seminários por bacias hidrográficas do Pará e requerimento à Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados. 

Tudo começou no dia 04 de outubro, após manifestação de pescadores no Ver-o-Peso. A Central de Entidades Pesqueiras e o Sindicato de Pesca no Pará foram pedir ao presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, que intermediasse junto aos governos estadual e federal a liberação de licenças das embarcações e a homologação do Conselho Estadual da Pesca, além da suspensão do seguro defeso.  
O Pará é considerado o segundo maior produtor de pescado do Brasil. Mas o desemprego aflige cerca de 150 mil pescadores. Além disso, a frota é precária.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *