Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Pesca e Aquicultura em pauta

Já são mais de 900 inscritos, de 80 municípios paraenses de todas as regiões, para o I Seminário de Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura do Pará, promovido pelo Movimento de Entidades da Pesca, no Hangar, em Belém, com apoio da Alepa e Governo do Estado, via Sedeme e Sedap. A programação inclui debates, troca de experiências e palestras sobre os principais entraves, fomento da cadeia produtiva, aproveitamento de resíduos de pescado, associativismo e cooperativismo no setor

Temas como o Registro Geral de Atividade Pesqueira – RGP (carteira profissional de pescador) serão abordados pelo secretário nacional de Aquicultura e Pesca do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Dayvson Franklin de Souza. Dos cerca de 450 mil pescadores registrados no Pará, pelo menos 150 mil ficaram proibidos de pescar e sem os benefícios da Previdência, com o cancelamento e suspensão do seguro defeso, que só no ano passado movimentou no Estado R$ 3.335.064.287,98.

Amanhã o credenciamento começa às 8h. De 9h às 12h, grupos de trabalho vão elaborar um Plano de Ação para a categoria no Pará.
A abertura oficial será às 14h e o encerramento na quinta-feira às 21h, com a Carta de Intenções contendo demandas do segmento, o cronograma dos seminários por bacias hidrográficas do Pará e requerimento à Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados. 

Tudo começou no dia 04 de outubro, após manifestação de pescadores no Ver-o-Peso. A Central de Entidades Pesqueiras e o Sindicato de Pesca no Pará foram pedir ao presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, que intermediasse junto aos governos estadual e federal a liberação de licenças das embarcações e a homologação do Conselho Estadual da Pesca, além da suspensão do seguro defeso.  
O Pará é considerado o segundo maior produtor de pescado do Brasil. Mas o desemprego aflige cerca de 150 mil pescadores. Além disso, a frota é precária.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *