Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

Parazão 2018 garantido pelo governo

FOTO: ANTONIO SILVA
O Banparazão 2018 começa neste sábado, dia 13, com a partida Independente x Paragominas, em Tucuruí (Estádio Navegantão). Ao todo, dez clubes estão na disputa, oito do interior e dois da capital: Águia de Marabá, Bragantino, Cametá, Castanhal, Independente de Tucuruí, Paragominas, Parauapebas, Paysandu, Remo e São Raimundo de Santarém. Hoje, o governador Simão Jatene garantiu o evento, ao celebrar contrato de patrocínio pelo Banpará, ratificado pelo presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, pelo chefe da Casa Civil da Governadoria,  José Megale, secretária de Esporte e Lazer, Renilce Nicodemos, presidente da Rede Cultura de Comunicação, Adelaide Oliveira, o presidente da Federação Paraense de Futebol, Adélson Torres; o presidente do Paysandu, Tony Couceiro; presidente do Remo, Manoel Ribeiro, e Cláudio Wagner, presidente do Bragantino, há 11 anos sem disputar a primeira divisão do campeonato paraense, e que acaba de conquistar a “segundinha”, que classificou as duas melhores equipes para o Parazão deste ano. 
Pelos direitos de transmissão exclusiva do evento, a TV Cultura do Pará vai destinar R$ 2.956.800,00. Desse total, 20% serão utilizados para premiar os melhores do campeonato. Cento e quinze municípios parauaras poderão assistir aos jogos, totalmente em HD. 
O Clube do Remo vai levar o dinheiro direto para a Justiça do Trabalho, a fim de ajudar a pagar a dívida trabalhista com ex-jogadores, que em 2015 ultrapassava R$ 10 milhões e hoje já caiu para R$5 milhões.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *