Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Pará voltou a liderar ranking de trabalho escravo

A CPI do Trabalho Escravo da Câmara Federal, presidida
pelo deputado Cláudio Puty(PT-PA), embarcou esta manhã a Bolívia, a fim de
investigar o caso de bolivianos contratados por cadeia da indústria têxtil no
Brasil, especificamente para lojas de departamento em grandes centros, como São
Paulo, em condições de trabalho análogo ao escravo.
Em uma blitz, a CPI descobriu que esses cidadãos
trabalhavam em jornadas abusivas em pequenas oficinas em condições precárias,
onde também residiam. Em alguns casos a peça produzida custava R$ 0,30 e o
valor  de cada uma repassada ao consumidor era de R$99,00.

Na volta, a CPI vai realizar, ainda em março, audiência pública em Belém. Ao concluir os trabalhos
vai entregar um relatório à Secretaria Nacional de Direitos Humanos, destacando
dados e sugestões a serem apontadas nos âmbitos da legislação, da fiscalização
e das políticas de assistência a grupos vulneráveis ao trabalho escravo, que as
estatísticas apontam envolverem mais de 30 mil trabalhadores,  a maior
incidência entre negros e  mulheres. Detalhe: grande parte dessa
mão-de-obra está localizada no Pará. O Estado voltou a ser líder nesse triste
ranking.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *