0

Sede da Prefeitura de Belém e do Museu de Arte de Belém (Mabe), o Palácio Antonio Lemos, o Palacete Azul, será entregue pelo prefeito Edmilson Rodrigues à municipalidade totalmente revitalizado nesta sexta-feira, dia do aniversário de 408 anos da cidade, às 18h. Datado do século XIX (1860), é tombado desde 1942 pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional –IPHAN, nas esferas federal, estadual e municipal. Construído para abrigar o Paço Municipal e inaugurado, antes de sua conclusão total, em 15 de agosto de 1883, após 20 anos do início de sua edificação, é localizado no centro histórico de Belém, na Av. Portugal, na Cidade Velha, entre as praças Felipe Patroni e Dom Pedro II, circundado pelo Fórum Cível, o Museu do Estado do Pará (antigo palácio do Governo) e a Assembleia Legislativa.

Projetado por José Coelho da Gama e Abreu, o Barão de Marajó, com colunas toscanas, triângulos e simetria na fachada, o palácio tem em seu interior escadarias neogregas em mármore de lioz, dois pátios e grandes salões. Ao longo de mais de um século abrigou o Tribunal de Relação, a Junta Comercial, o Conselho Municipal e a Alepa.

O restauro começou em janeiro de 2021, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb). Foram investidos R$ 26 milhões, envolvendo os serviços de pinturas interna e externa, modernização dos sistemas de segurança, elétrico e contra incêndios, além de várias intervenções.

O Mabe, administrado pela Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), que existe há trinta anos, também será reaberto ao público nesta sexta-feira, 12. O acervo conta com cerca de duas mil obras de artistas locais, nacionais e estrangeiros. Há nove salas, com nomes que prestam homenagem a artistas que têm obras no acervo ou são de reconhecido valor no cenário das artes.

Uma história leva à outra, n° 6

Anterior

Meu mundinho

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *