Desde sua origem, Marabá (PA) sofre anualmente enchentes dos rios Tocantins e Itacaiúnas e a população que reside em áreas de risco fica em situação de vulnerabilidade. Todos os anos a defesa civil estadual e municipal planeja, monitora e prepara…

Em noite de gala na próxima segunda-feira, 24, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes, em Belém, o governador Helder Barbalho vai lançar o 110º Campeonato Paraense de Futebol, o Parazão Banpará 2022, com transmissão ao vivo pela TV e…

Todos os órgãos de segurança estão trabalhando de forma integrada para dar suporte à população em face da destruição do pilar central e iminente desabamento do vão da ponte do Outeiro. O Centro Integrado de Comando e Controle da Segup…

O Procurador-Geral de Justiça do Estado do Pará, César Mattar Jr., recebeu em audiência o advogado Arnaldo Jordy e uma comissão integrada por Simone Pereira, da Universidade Federal do Pará; Marcelo Alves, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e…

Os 5 mais ricos do Brasil

Cinco bilionários brasileiros têm, juntos, o mesmo que cerca de 100 milhões de brasileiros, metade da população do país. O levantamento da ONG britânica Oxfam, apresentado em Davos, durante o Fórum Econômico Mundial, é baseado em dados da revista Forbes e informações sobre a riqueza em escala global de relatórios do banco Credit Suisse.  


Jorge Paulo Lemann, 78 anos, filho de suíços, foi tenista profissional e pentacampeão brasileiro. Formado em economia na Universidade de Harvard(EUA), trabalhou no mercado financeiro e abriu o banco de investimentos Garantia em 1971, onde conheceu seus futuros sócios, Marcel Telles e Beto Sucupira.
Por meio da empresa, comprou as Lojas Americanas e depois a Brahma, negócio que resultaria na criação da Ambev, após a fusão com a Antártica. Vendeu o Garantia em 1998. Junto com Telles e Sicupira, criou a GP Investimentos, primeira empresa de private equity do Brasil.
Mais tarde, o trio vendeu parte da GP e abriu a 3G Capital, em 2004, empresa que promoveu a fusão entre a belga Interbrew e a Ambev, criando a Inbev – que se tornaria AB Inbev após uma nova fusão, desta vez com a Anheuser-Busch, dona da marca Budweiser.
A 3G também comprou a rede Burger King e participação na marca de condimentos Heinz, negócio em parceria com o americano Warren Buffett, o 2º homem mais rico do mundo.
Lemann ainda está à frente de outros dois fundos, Gera Venture Capital e Innova Capital, além de capitanear a Fundação Estudar e a Fundação Lemann, ambas dedicadas à área de educação. T
em R$ 93,3 bilhões.


Joseph Safra, 79 anos, tem R$ 65,5 bilhões. Nascido no Líbano e naturalizado brasileiro, é de família judia de origem síria com longa tradição no mercado financeiro que se mudou de Beirute para São Paulo e fundou o Banco Safra em 1955, um dos maiores do país em ativos e patrimônio líquido.
Em 2012, Safra deixou o comando do banco, assumido por três de seus quatro filhos, e passou a se dedicar exclusivamente à administração do banco J. Safra Sarasin, na Suíça.
O banqueiro mais rico do mundo é dono de um conglomerado nos EUA, América Latina, Europa, Oriente Médio e Ásia, além de propriedades imobiliárias no Brasil e no exterior, entre elas o edifício Gherkin, considerado um dos marcos de Londres, no Reino Unido. 



Já a fortuna do carioca Marcel Herrmann Telles, 67 anos, é de R$ 47,3 bilhões. Formado em economia pela UFRJ, começou a carreira no mercado financeiro. Entrou no banco Garantia aos 22 anos e ascendeu rapidamente. Ao lado de Sicupira e Lemann, é um dos criadores da Fundação Estudar. 


Carlos Alberto Sicupira, 69 anos, tem R$ 39,9 bilhões. Administrador de empresas carioca, é formado pela UFRJ e pela Escola de Negócios de Harvard. Fez carreira em corretoras e distribuidoras de valores, entrou no banco Garantia em 1973 a convite do próprio Lemann e galgou cargos importantes em pouco tempo. Sua família criou em 2000 a Fundação Brava, que investe em projetos de melhoria da gestão pública e de ONGs. 


Eduardo Saverin, 35 anos, tem R$ 25,2 bilhões. Um dos cinco fundadores do Facebook, o brasileiro nascido em São Paulo viveu a partir de 1993 em Miami.
Formado em economia em Harvard, onde conheceu Mark Zuckerberg, juntos lançaram a rede social em 2004. Sua participação minoritária no negócio é a origem de sua fortuna.
Sua polêmica saída da empresa, provocada por Zuckerberg, foi retratada no filme A Rede Social (2010).
O caso gerou uma disputa judicial entre os dois, encerrada com um acordo fora dos tribunais. Ele vive em Cingapura desde 2009, e criou há três anos um fundo de investimentos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *