Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Operação prende pedófilos em Castanhal

Os promotores de Justiça Danyllo Colares e Reginaldo César Lima Álvares, do Ministério Público do Estado em Castanhal, participaram de ação integrada com a Polícia Civil e a Corregedoria da Polícia Militar para combater pedofilia no município. Um dos presos, detido na sua residência às 6h da manhã desta terça-feira (15), é oficial da PMPA. No notebook dele havia fotos infantis. O juízo da 2ª Vara Criminal de Castanhal expediu os mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão para a operação, que confiscou notebook, celulares, um CD-Rom e pen-drivers contendo material pornográfico infantil. As investigações apuram, ainda, crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

Participaram das diligências equipes da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEACA), NAI/Castanhal, DECCC, Decrif, Superintendência da 3ª RISP, NIP (Núcleo de Inteligência da Polícia), Corregedoria da Polícia Militar e MPPA.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Essa prática delituoso contra crianças e adolescentes já merece punição mais rigorosa, não só para punir aqueles que as praticam, como também inibir novos casos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *