Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Em 17 de dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o 25 de novembro Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher. Passados 22 anos, os dados do 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública são aterrorizantes: por…

O caso do empréstimo consignado

Em Tracuateua, o prefeito Nelson Pinheiro
da Silva (PT do B) reteve indevidamente valores descontados dos servidores
municipais, a título de empréstimo consignado junto ao Banco Rural S/A, com o
qual a Prefeitura celebrou convênio em 2008. O fato foi denunciado na Câmara
Municipal, que instaurou processo pedindo a cassação do alcaide, inclusive por
outras irregularidades graves.
Mas o processo não anda porque o prefeito se
recusa a receber a notificação. A população local está apelando ao representante
do MPE em Bragança, que também responde por Tracuateua, no sentido de que promova
a competente ação civil pública, alegando que existem provas cabais. Para
facilitar, aí vai o número de contato com o vereador Dino Nogueira (91- 8418 4842),
que pediu ao blog para escancarar a
situação.
 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *