Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Novos prazos nos tribunais por causa do malware

Ontem, um ataque cibernético em sites internacionais, com quedas dos portais das filiais de diversas companhias estrangeiras, fez com que os tribunais brasileiros tirassem do ar seus sistemas, inclusive e-mails. O TRT da 8ª Região enviou aviso a todos os advogados acerca de suas medidas preventivas, a previsão de retorno de uso da internet na segunda-feira(15) e a expedição de certidão de indisponibilidade do PJe, contando do horário de efetivação do bloqueio. O TJE-PA também informou suas providências de segurança a fim de mitigar riscos de invasão. O Ministério Público do Estado de São Paulo, o TJE-SP, o INSS e muitos outros órgãos tiveram seus sites paralisados.

Houve ataque massivo de hackers e os relatos indicam que os computadores foram bloqueados e exigido pagamento de US$ 30 por computador, em bitcoin, para liberação. 

WannaCry é o ransomware que colocou boa parte do mundo (incluindo o Brasil) em caos, afetando principalmente a Europa. Trata-se de um malware (infiltração maliciosa) que “sequestra” arquivos das máquinas ao criptografá-los, e, depois, pede dinheiro para devolvê-los com a extensão. O WCRY utilizou exploits (vulnerabilidades) do Windows Server 2003 e se infiltrou pelo código remoto em execução SMBv2 do sistema operacional.  Mas a Microsoft já lançou patches (programas para corrigir problemas) a fim de prevenir ataques como esse.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *