A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

No pasarán!

Foto: Rafael Samora 
Fotos: Lucivaldo Sena

Hoje, na Câmara Municipal de Belém, ficou
provado que, quando a sociedade se mobiliza, a cidadania se impõe. A vigília
permanente e o acionamento do MPE e MPF, além dos órgãos responsáveis pela
proteção ao patrimônio paisagístico, arquitetônico, histórico e cultural,
resultaram na retirada definitiva do projeto de lei do quase ex-vereador Raimundo
Castro (PTB) que alterava o modelo urbanístico do Centro Histórico de Belém.
Contudo, ele ainda insiste em apresentar novo projeto, mas vai ter que cumprir
a lei e o rito regimental.
Fiel ao autoritarismo que lhe é peculiar, o
quase ex-vereador Gervásio Morgado(PR) – que se reveza na presidência da Câmara
com seu colega Castro, ao sabor das conveniências, nas sessões -, deu piti e mandou – acreditem! – a
segurança esvaziar a galeria e expulsar a população que se manifestava contra
seu projeto que contempla a especulação imobiliária no entorno da Av.
Almirante Barroso. Queria que não houvesse testemunhas da votação de sua
nefasta proposição. Como ele é que foi expulso da vida pública através do voto,
teve que engolir o povo que ele tanto
humilhou durante o mandato. E a maioria dos vereadores, sabendo que o voto terá
consequências, não deu quorum.
Leiam o relato de quem participou da sessão,
no blog do Forum
Municipal de Cultura
, de onde pincei as fotos.
 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *