Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

No olho do furacão

A Veja desta semana aborda a sociedade secreta de Jader Barbalho na afiliada da Globo em Santarém, TV Tapajós. O Liberal destaca a matéria na capa, além das iniciativas da senadora Marinor Brito junto ao MPF e ao TSE, denunciando a transação, que não foi registrada em cartório nem declarada à Receita Federal e ao TRE/TSE, como deveria. Sem descanso, em editorial, descarrega adjetivos pesados a Jader, relembrando sua trajetória política e prisão.
O Diário do Pará contra ataca com chamada na capa de artigo do deputado estadual Parsifal Pontes(PMDB), publicado originalmente em seu blog, a título de esclarecimento, contando a versão de Jader Barbalho de como teria sido feita a aquisição de metade das cotas, após a morte do empresário Jair Bernardino, em meio à compra da RBA, enfatizando – vejam só! – que é sem autorização de Jader (como se fosse possível tal publicação no jornal de sua propriedade, além do que até o vento sabe que o parlamentar é porta-voz do cacique peemedebista, o que de cara tem efeito reverso, com a imediata sensação de desrespeito à mediana inteligência do leitor).
Não resta dúvida de que ainda vai acontecer muita coisa em relação a esses fatos. Até porque a família de Joaquim da Costa Pereira está dividida e brigando ferozmente na Justiça e até fisicamente pela partilha de bens e no seu testamento não consta a parte de Jader, que sabe que terá que fazer muito mais do que desengavetar a sociedade e atualizar suas contas no Imposto de Renda e demais encargos de transmissão de propriedade.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *