Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

MPE-PA atende reivindicações da Comissão Justiça e Paz

Fruto de pedido dos integrantes da Comissão Justiça e Paz da CNBB Norte II, acompanhados pelo Bispo do Marajó, Dom José Luiz Azcona, ao procurador geral de justiça Marcos Antonio Ferreira das Neves (leiam aqui), a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude, promotora de justiça Mônica Rei Moreira Freire, reuniu com representantes do Ministério do Emprego e Trabalho e do Ministério Público do Trabalho para definir estratégias de atuação conjunta visando a erradicação do trabalho infanto-juvenil, com ênfase à situação de exploração que ocorre no arquipélago do Marajó, a começar por Breves e imediações.

Outra promessa do PGJ à CJP da CNBB Norte II também já está em andamento: o lançamento de concurso público para 50 novos promotores de justiça, a fim de minimizar o déficit do MPE-PA, que hoje é de cerca de 100 membros. Enquanto isso, espera-se que os promotores designados para responder pelos municípios sejam proativos, divulguem os dias em que estão de plantão nos municípios, façam audiências públicas informando a população sobre seus direitos e atuem com firmeza diante das gravíssimas violações dos direitos humanos registradas pela Comissão Justiça e Paz em quase todo o arquipélago.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *