A 27ª Unidade de Conservação do Estado do Pará abrange os municípios de Jacareacanga e Novo Progresso, no sudoeste paraense. O Decreto nº 1.944/2021 foi assinado pelo governador Helder Barbalho na quinta-feira, 21, e publicado ontem (22) no Diário Oficial…

O Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros, lançado no Fórum Internacional Tributário pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital, aponta que a dívida ativa das empresas com os entes federados soma estratosféricos R$ 896,2 bilhões, significando 13,18% do PIB…

Ao abrir oficialmente o Forma Alepa/Elepa, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, destacou a importância do trabalho que vem sendo executado pela Escola do Legislativo, treinando, qualificando e atualizando gestores, vereadores e servidores públicos, que dessa forma…

Em Itupiranga, força-tarefa do Ministério Público do Trabalho no Pará e Amapá, Auditoria Fiscal do Trabalho, Defensoria Pública da União e Polícia Federal resgatou sete trabalhadores em condições análogas às de escravos, em duas fazendas no sudeste paraense, e prendeu…

Monumento Natural Atalaia

Foto: Agência Pará
Antes tarde do que nunca. Vítima da omissão do poder público, que permitiu a destruição do cocal e o avanço da especulação imobiliária desenfreada até junto às dunas, agora parte da ilha do Atalaia, em Salinópolis, no nordeste do Pará, será transformada em Unidade de Conservação Ambiental, como forma de frear a degradação da natureza e preservar para gerações futuras as características e o potencial turístico do local. A decisão foi tomada ontem, pelos próprios moradores, em consulta pública promovida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, na Câmara de Salinópolis. O município vai receber o curso de Engenharia de Produção de Petróleo e Gás da Universidade Federal do Pará e já começaram as pesquisas de oceanografia em alto-mar. Também já existe projeto de urbanização contemplando a orla e um estacionamento, além de um sistema de água e esgoto e o Plano de Manejo Sustentável da Ilha do Atalaia. Será possível fazer roteiros ecológicos, o que é impensável hoje em dia devido à falta segurança na área. 

Denominada “Monumento Natural Atalaia”, a Unidade de Conservação abrigará dunas, restingas, manguezais, lagos, furos e praias, numa extensão de 256,10 hectares. Agora que o projeto está aprovado pela população, a Sema irá redigir uma minuta de projeto de decreto com justificativas técnicas e todas as observações feitas pelos participantes durante a consulta pública. Os documentos serão encaminhados para a Consultoria Geral do Estado, que vai elaborar o parecer jurídico e encaminhar para o governador Simão Jatene homologar. A partir daí inicia a implementação, que envolve o plano de manejo, projeto executivo, infraestrutura e demarcação física. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *