Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Ministro do TSE na lei Maria da Penha

A crise moral que assola o Brasil mostra mais uma faceta: Élida Souza Matos registrou BO na polícia, ontem, de agressão praticada pelo seu marido, Admar Gonzaga, que é – vejam só! – ministro do Tribunal Superior Eleitoral, onde julga a conduta dos outros. Seguindo um script vergonhoso, logo ela fez retratação. O advogado do marido, que é ninguém menos que Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, um dos criminalistas mais famosos do País, justificou o ato dizendo que foi “no calor do desentendimento”. Só que a Lei Maria da Penha não mais admite o arquivamento pela mera retratação, até porque é notória a situação de ameaça e pressão extrema em cima das mulheres que denunciam seus agressores. O Ministério Público será ouvido e forçosamente haverá audiência judicial. Como o ministro do TSE tem foro privilegiado, só pode ser processado no Supremo Tribunal Federal. Será interessante saber como a ministra Cármen Lúcia, a quem foi atribuído o feito, se manifestará. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *