Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Marina dispara contra todos

Quem
diria? A ex-senadora Marina Silva deu uma
entrevista à Folha de São Paulo na qual parece uma metralhadora giratória. Foi canelada em
todo mundo: em tom incendiário – e dúbio -, afirmou que o PSDB de Aécio Neves
já entrou na disputa com o “cheiro da derrota” no segundo
turno. Bateu na presidente Dilma Rousseff
dizendo que
“a
presidente encerra o governo sem uma marca, como a estabilização econômica de
FHC e a inclusão social de Lula. A marca de Dilma é o retrocesso”.
Ironizou a preferência de siglas aliadas por Lula:
Dilma poderia ela própria liderar.
Me parece que não é o que está acontecendo. Então as pessoas estão preferindo a
interlocução direta com Lula
.”
E desmentiu o relato do
ex-presidente Lula sobre uma conversa reservada entre os dois na qual teria
dito a ele que conversara com Deus e decidira pedir demissão de seu ministério,
no fim de 2006: “Jamais iria dizer
que pedi para sair e o Lula pediu que ficasse. Isso não faz parte do meu
caráter. Se isso não fosse revelado dessa forma enviesada, ia morrer comigo,
porque não tenho necessidade de me afirmar em cima do Lula ou de ninguém
“.



E ainda faltam cinco meses para as eleições. Assistam à entrevista no vídeo aí em cima.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *