Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

Mais um prefeito afastado pela Câmara

O prefeito de Jacundá, José Martins de Melo Filho, o Zé Martins (PMDB), foi afastado por 180 dias hoje à tarde pela Câmara Municipal. Seu vice, o pecuarista Ismael Gonçalves Barbosa (PSDB), vai assumir o cargo. O placar da votação foi acachapante: 12 votos dos 13 vereadores, que agiram em velocidade impressionante. O clima na cidade é tenso. A PM ficou de prontidão, hoje, a fim de evitar tumultos.

Há menos de um mês, no dia 21 de julho, o cidadão Thiago Borges de Oliveira denunciou ilegalidade no contrato de locação de imóvel onde funciona o Fundo Municipal de Assistência Social e o Programa Bolsa Família; superfaturamento na aquisição de peças para veículos automotores e não configuração da emergência administrativo-financeira suscitada nos contratos celebrados mediante dispensa de licitação, além de contratações por inexigibilidade de licitação e não prestação do serviço e falta de transparência no Mural de Licitação. 

O presidente da Câmara, Lindomar dos Reis Marinho, de imediato instaurou Comissão Processante. O prefeito teve 10 dias para se defender. Em menos de duas semanas foram examinados mais de 14 mil documentos, entre requisições de compras, notas fiscais, empenhos e ordens de pagamento. 

O prefeito Zé Martins diz que é inocente, que foi o primeiro a implantar o Portal da Transparência e reconhece apenas a existência de falhas administrativas comuns.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *