Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Lixão em Marituba: 4ª ação contra responsáveis

A promotora Marcela Christine Ferreira de Mello ajuizou a quarta ação criminal contra os responsáveis pelo gerenciamento da Central de Processamento e Tratamento de Resíduos em Marituba. Desta vez, quatro empresas e dez pessoas foram denunciadas: Solvi Participações S/A; Guamá Tratamento de Resíduos Ltda.; Revita Engenharia S.A. e Vega Valorização de Resíduos S.A. (sócia da Guamá no momento do fato); o presidente da Solvi, Carlos Leal Villa; o engenheiro Eleusis Bruder di Creddo, diretor técnico da Solvi; a conselheira da administração da Vega, Célia Maria Francini Vasconcelos; o engenheiro ambiental Diogo Nicolleti, administrador da Guamá; Lucas Rodrigo Feltre, diretor-presidente da Revita; o biólogo Mauro Renan Costa; o engenheiro civil Gustavo Andrade Nunes; Lucas Dantas Pinheiro e Adriano Locatelli da Rosa, respectivamente o gerente e diretor de operações da Guamá, e até o advogado Cássio Chaves Cunha, que atuava na defesa da empresa.

Todos são acusados de armazenar e processar o lixo em desacordo com as normas legais, causando poluição atmosférica, emissão de odores e gases que causam dano à saúde humana e ao meio ambiente, além de não adotar medidas de precaução para evitar riscos graves ou irreversíveis. Lucas Rodrigo Feltre, Lucas Dantas Pinheiro e Diego Nicoletti estão presos desde dezembro de 2017. 

Nesta quinta, 18, em audiência às 9hs, no Fórum de Marituba, será discutida a situação do tratamento emergencial do chorume e do odor que incomoda a população local. Conforme apuração da Polícia Civil, em janeiro do ano passado, as empresas responsáveis pela gestão do aterro sanitário despejaram o líquido bruto no solo, sem impermeabilização, conduzindo os poluentes diretamente para o Igarapé Pau Grande, situado em grande parte no interior do Refúgio da Vida Silvestre, unidade de conservação de proteção integral em Marituba,  com 6.367,27 hectares, na antiga área da Pirelli(foto da Semas-PA).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *