0

Começou o remanejamento dos peixes dos lagos da praça Batista Campos, para que revitalização gradual dos lagos seja executada com os animais em segurança. Os pirarucus, que atacam quando se sentem ameaçados, ficarão temporariamente nos outros lagos e quando o primeiro já estiver pronto para recebê-los novamente, os serviços irão a outro.

O biólogo da Semma, Tavison Guimarães, explica que há nove pirarucus na praça, entre juvenis e adultos e que “estamos tentando, da melhor forma possível, minimizar a questão dos riscos para os nossos tratadores que estão ali dentro [do lago] fazendo esse manejo, então é uma questão bastante detalhada e complicada, que a gente tem que ter bastante cuidado pra não ocorrer nenhum tipo de acidente”.

Além da transferência dos peixes, outras equipes trabalhando em outras frentes de serviço, como a manutenção das calçadas em pedras portuguesas e concreto, das pontes, academia, parque infantil, iluminação com lâmpadas LED, equipamentos urbanos e os coretos. O departamento de iluminação pública está criando um projeto especial para que os lagos tenham iluminação cênica.

Estão sendo investidos R$ 5.263.893,81 para a revitalização completa da praça. A previsão para a conclusão é de quatro meses.

AGU, Mec e Pará findam litígio há 20 anos no STF

Anterior

Sespa, MPPA e Marinha em Soure

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *