0


Vejam que legal: a Estação Científica Ferreira Penna, que abrange 330 mil hectares, em plena Floresta Nacional de Caxiuanã, nos municípios de Melgaço e Portel, vai ganhar conexão banda larga com rede wireless, fruto da parceria entre o Museu Paraense Emílio Goeldi e o Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM)
Além da pesquisa, as populações que vivem na Flona ou próximas à Estação também serão beneficiadas com acesso à internet, o que já é possível através do Programa Floresta-Modelo de Caxiuanã, cujas atividades culminam anualmente com as Olimpíadas de Ciências, da qual participam professores e alunos de escolas de ensino fundamental, situadas dentro da Floresta Nacional. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Festival de Curtas

Anterior

Salvamento de quelônios

Próximo

Você pode gostar

Comentários