Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Infância simples e feliz

Vi na internet esta foto de carrinho feito com lata e arame e me remeteu a uma infância simples, criativa e feliz, com brinquedos feitos de material reciclado, as latas e caixas dando vez a mobília de casa de boneca, telefones para conversar com os amiguinhos da vizinhança, tempo para ler e trocar gibis e andar de bicicleta, livros e filmes de aventura, embalar na rede, tomar banho de rio e igarapé, brincar na praça e no parquinho de diversão, coisas banais e geniais. Hoje as crianças parecem não viver sem internet, videogame, iPhone, tablet. Não sou contra a tecnologia, muito ao contrário, mas o consumismo não pode – ou não deve – enterrar a alegria de viver. E vocês, que acham?

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *