A desgraça sempre chega a galope, mas tudo o que é bom se arrasta indefinidamente no Brasil, o país dos contrastes e contradições, rico por natureza, com poucos bilionários e povo abaixo da linha da pobreza. Parece inacreditável, mas tramita…

O prefeito de Oriximiná, Delegado Willian Fonseca, foi reconduzido ao cargo pelo juiz titular da Vara Única daComarca local, Wallace Carneiro de Sousa, e literalmente voltou a tomar posse nos braços do povo. Era por volta do meio-dia, hoje (26),…

A equipe multidisciplinar do centro obstétrico da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, em Belém (PA), vivenciou uma experiência rara e emocionante: o parto empelicado. Imaginem um bebê nascendo dentro da placenta intacta, com os movimentos visíveis, praticamente ainda…

Em ação civil coletiva do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem, Técnico Duchista, Massagista, Empregados em Hospitais e Casa de Saúde do Estado do Pará, na qual o Ministério Público do Trabalho PA-AP atuou como fiscal da lei, a 2ª Vara…

Indígenas recebem projeto Livro Solidário

Amanhã, às 17h, no estande da Imprensa Oficial do Estado, durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, pela primeira vez uma comunidade indígena vai ganhar um espaço literário do projeto Livro Solidário: a Escola Nossa Senhora de Fátima, na aldeia Nova Vista, que fica na margem esquerda do rio Arapiuns, no município de Santarém, oeste do Pará, e onde funcionam turmas da alfabetização ao 9º ano e Ensino Médio Modular (Indígena). O acervo é diferenciado, com 400 obras diversas. 
Tudo começou porque a jovem estudante Luanna Cardoso Oliveira, acadêmica do grupo de pesquisa Lelit-Ufopa (Universidade Federal do Oeste do Pará), queria incentivar o hábito da leitura entre as crianças da aldeia, onde vivem 56 famílias com cerca de 230 pessoas. Em Belém, ela conheceu o projeto da IOEPA. Articulou com a diretora Carmen Palheta e agora realiza o sonho. 

Com os livros, Luanna pretende ampliar o leque de oportunidades pra as crianças da aldeia. Vai usar a interdisciplinariedade como estratégia para despertar a curiosidade e o interesse dos pequeninos pelos livros. Será uma mudança significativa.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *