O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

Festival Internacional de Dança da Amazônia

“Acordes de Tó”, pelas lentes de Arlen Keuffer.
Abre amanhã, às 20h, XX o Festival Internacional de Dança da Amazônia,  no Theatro da Paz, com o balé “Acordes de Tó”, homenagem ao paraense Tó Teixeira, dentro do projeto “Resgate da Cultura Paraense”, que integra o festival desde que foi criado, em 2004, pela bailarina e coreógrafa Clara Pinto.
A primeira noite do Fida também vai dar início ao prêmio Valores da Terra, que contempla grupos de dançarinos e suas coreografias, de vários municípios paraenses. Os vencedores garantem troféus e prêmios em dinheiro para investir em roupas, acessórios e também em cursos de capacitação.

Entre os destaques do festival está a participação dos oito primeiros bailarinos do Teatro Cólon, de Buenos Aires.   Haverá oficinas com grandes mestres da dança nacional, como a que será ministrada por Toshie Kobayashi, para bailarinos iniciantes e avançados, e também de dança de salão por Carlinhos de Jesus, que desembarca em Belém nesta quinta (17) e se apresenta na sexta e no sábado, no Theatro da Paz, ao lado de uma de suas partners. 

Um dos momentos que promete maior emoção será quando o violonista Salomão Habib tocar, ao vivo, três obras de Tó Teixeira, trilha sonora do balé “Acordes de Tó”, dançado por oito bailarinos da Cia de Danças Clara Pinto.
Habib é um dos principais pesquisadores da vida e obra de Tó Teixeira. O balé foi coreografado pelo carioca Fábio de Mello, diretor artístico do festival. 
O evento vai até o domingo (20), com espetáculos variados. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *