O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Faz o que eu digo, mas não o que eu faço

A Arcon está promovendo performances teatrais e distribuição de folderes
no Armazém 10 da CDP e no terminal rodoviário de Belém. Diz que o objetivo é orientar os passageiros do transporte
intermunicipal sobre os cuidados que devem ter em ônibus, vans e embarcações. Uma
das orientações é – vejam só –  que os
passageiros verifiquem se os veículos têm o selo da Arcon, que deve estar
afixado de forma visível.  O usuário deve
ainda evitar veículos com excesso de lotação; denunciar a recusa da gratuidade
ou da meia-passagem e observar se os horários de saídas estão sendo cumpridos
em conformidade com os bilhetes de passagens. No caso de frete, o veículo deve
ter uma guia emitida pela agência com autorização para prestar esse tipo de
serviço.
A campanha visa melhorar a qualidade
dos serviços públicos prestados à população e evitar que os passageiros
usem veículos que não ofereçam condições de segurança
”, alardeia, para
espanto geral. Mas essa não é essa justamente a obrigação da Agência de
Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Pará? Já pensaram nos romeiros
exigindo que o comandante do barco apresente guia de autorização, selo, relação
de passageiros, de equipamentos de segurança e quetais? Oh, céus!
A Arcon jamais cumpriu suas atribuições, sempre se limitou a fixar
tarifas para ônibus, balsas, navios e outros barcos. Cuidar dos usuários, nem
pensar. Parece que depois de mais de dez anos de criada, ainda não descobriu os
tais portinhos que são iguais aos que embarcam gado, e por onde são obrigados a
transitar os pobres e ignorados usuários de barcos vindos do interior.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *