A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Exposição “Nada se Perde”

A Biblioteca Pública Municipal Avertano Rocha, localizada em lindo chalé histórico na orla de Icoaraci, abriu a exposição “Nada se Perde”, do artista plástico Guilherme Teixeira, em parceria com a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel). A mostra integra o “Projeto De Portas e Pautas Abertas” e traz luminárias produzidas a partir de interferências e composições com objetos e peças adquiridas em oficinas de ferro velho.

Guilherme Teixeira (Gette), artista paraense com formação em Designer de Interiores, conecta criação artística e responsabilidade socioambiental e já participou de várias exposições coletivas. Atualmente confecciona e expõe suas peças em seu atelier, no Distrito de Icoaraci, onde estão reunidas mais de 2.500 peças. 

 “Nada se Perde” tem objetos, mobiliário e luminárias criadas pelo artista a partir do reaproveitamento e ressignificação de material descartado na natureza ou em antiquários, brechós e sucatas, demonstrando que a inventividade pode dar um novo ciclo de vida a tudo que já foi produzido, de modo a assegurar um design ambientalmente sustentável e criar possibilidade de geração de renda. “A natureza é o nosso almoxarifado, logo a ideia é reaproveitar, para não esgotar”, comenta Gette.

A exposição está aberta até o próximo dia 20, de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h. A Biblioteca fica na Rua Siqueira Mendes com Avenida São Roque, no Cruzeiro, em Icoaraci.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *