Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Exposição “Bem-aventurados” no São José Liberto

O Espaço São José Liberto, celeiro de empreendedores criativos de joias, gemas, moda e artesanato do Estado do Pará, inaugurou ontem (29), na Capela de São José, a exposição “Bem-aventurados”, que segue até 30 de outubro, com acesso livre e gratuito. O acervo é composto por 85 imagens sacras, com medidas entre 20 a 40 cm, em gesso, todas pintadas à mão com a utilização das técnicas barroca, porcelana, com auréola, découpage e porcelana, pedra com detalhes em ouro, porcelana colorida, biscuit, terracota, porcelana portuguesa, ferro fundido, pátina, edgt wood e metálica com dourado.

As imagens de santos e santas, em especial de Nossa Senhora, predominam na mostra, que inclui também imagens de anjos e presépios criadas pelo coletivo EntreSantos, grupo de artesãs criado em 2013 por Amélia Franco, Betty Castro, Cídia Martins, Linda Toscano e Lília Chaves.

No mês de outubro deste ano o complexo cultural São José Liberto celebra duas décadas de funcionamento, apoiando e promovendo iniciativas que fortalecem a cadeia produtiva da economia criativa, o crescimento do volume de vendas e a promoção comercial de joias, produtos de moda e artesanato em suas diversas classificações. Administrado pela Organização Social Instituto de Gemas e Joias da Amazônia, o espaço é importante equipamento do governo do Estado para potencializar a produção do artesanato parauara através de exposições comerciais, com venda de produtos feitos à mão com valor agregado gerados pelos empreendedores e empreendedoras oriundos de 44 municípios do Estado, de modo a possibilitar oportunidades de trabalho, renda e divulgação, com o incremento da atividade.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *