Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Estão falsificando até concurso

Era
só o que faltava! Além de todos os percalços que concurseiro sofre atrás de um
emprego estável, ainda tem que ficar esperto contra os golpistas que proliferam
na praça. Vejam esta: um tal Instituto Científico Educacional de Assistência
aos Municípios(Iceam.gov) oferece 432 vagas com salários entre R$1.017,00 e
R$3.051,00 em concurso público, cobrando R$100 por inscrição – que é feita pelo
site PagSeguro, por boleto bancário ou cartão de crédito ou débito, podendo
parcelar, mas o comprovante nada informa sobre a empresa beneficiária.
Pois
bem. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e a PF investigam o
caso, já que não há registro da existência do Iceam.gov (a página no Facebook
foi criada dias antes do lançamento do edital) e há indícios de irregularidades
em relação à banca organizadora do concurso, a Fundaso. No local indicado como
sede (Ed. Brasília Rádio Center, no Setor de Rádio e TV Norte), a administração do prédio garante que não funciona a fundação.
Um
concurseiro – com toda razão – ficou com medo quando leu na página eletrônica
da Fundaso a informação “graduação em
todas as áreas de formação profissional, quem for aprovado na primeira faze
(sic), irá participar da segunda faze que é o curso de capacitação
”. Com
essa ortografia, é mesmo caso de polícia.
 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *