Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Escrevendo e Reescrevendo Nossa História

O Ministério Público do Estado aderiu ao projeto “Escrevendo e Reescrevendo Nossa História”, direcionado a crianças, jovens e adultos em situação de risco social ou vulnerabilidade, predominantemente na faixa dos 7 aos 21 anos de idade. Hoje, em reunião na Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região, coordenada pelo procurador do trabalho Sandoval Alves da Silva, foram apresentados os resultados da iniciativa, em Belém e em Jacundá(PA). 

O propósito é ressocializar adolescentes egressos do sistema socioeducativo, com o apoio, acolhimento e acompanhamento de seus familiares. Além disso, incentivar a profissionalização, bem como a inclusão socioeconômica da comunidade. 

A próxima reunião, dia 1º de fevereiro, vai envolver lideranças comunitárias da região das ilhas de Belém, onde o promotor de Justiça Ernestino Roosevelt Silva Pantoja da Defesa do Cidadão e da Comunidade, já faz mobilização direcionada à implementação de políticas públicas de garantia dos direitos da cidadania. 

A promotora de Justiça Leane Fiuza de Mello, coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude, está conclamando os membros do MPE, não só da área da infância e da juventude, como também de defesa da cidadania, execução penal e garantia do direito à saúde e educação, ao engajamento.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *