As eleições de 2022 coincidem com o bicentenário da Independência e os 90 anos de conquista do direito do voto feminino, ocorrida em 24 de fevereiro de 1932. Durante todo o Império, as brasileiras não puderam votar e somente 43…

O Ecomuseu da Amazônia, da Fundação Escola Bosque (Funbosque) promoveu no domingo, 25, na Ilha de Cotijuba, o roteiro patrimonial, pelo encerramento da 16ª Primavera dos Museus. Os visitantes conheceram o pólo do Ecomuseu, a história de Cotijuba, que passa…

A prefeitura de Portel, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, lançou na sexta-feira passada (23) o projeto Marajó Sustentável, aliado ao Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Seringueira no Estado do Pará…

As dunas em volta do apelidado “lago da Coca-Cola”, em Salinópolis (PA), estão sofrendo progressiva destruição e nenhum órgão fiscalizador está empenhado em conter esse desastre. Moradores locais e até veranistas já apelaram à Polícia Civil, ao Corpo de Bombeiros…

Escolas sem merenda

A promotora de justiça Érika Menezes de Oliveira apurou que nas escolas municipais de Nova Timboteua(PA) a merenda não é fornecida como deveria. Há dias em que os alunos ficam sem comer e não são incluídas frutas, verduras, legumes, proteínas e outras vitaminas.
A representante do MPE-PA expediu Recomendação ao prefeito para que regularize imediatamente a distribuição da merenda escolar, garantindo que não haja interrupção e que o cardápio seja adequado, de acordo com o previsto no Programa Nacional de Alimentação Escolar. Também quer o nome da nutricionista cadastrada no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, com responsabilidade técnica no município, e que seja garantida infraestrutura ao Conselho de Alimentação Escolar.
Ao CAE é recomendado que acompanhe a execução do PNAE nos estabelecimentos de ensino, com levantamento da situação de cada unidade, para avaliar o armazenamento, a diversificação do cardápio, bem como as instalações onde é feito o preparo e fornecimento de merenda escolar aos alunos, encaminhando relatório ao Ministério Público. O prefeito tem trinta dias para informar ao MPE as providências adotadas.

A Promotoria de Justiça de Nova Timboteua desenvolve dois bonitos projetos, o “Ministério Público na Escola – em busca por um ensino de qualidade” e o “Paternidade Responsável”.
O primeiro visa constatar as condições físicas das escolas do município, alimentação e transporte escolar. Durante as visitas, são capacitados diretores e professores para o combate à exploração sexual.
Já o segundo projeto está em fase de levantamento nas escolas das crianças e adolescentes que não têm o nome do pai na certidão de nascimento. O passo seguinte será o reconhecimento espontâneo da paternidade e encaminhamento para assento no registro de nascimento dos menores.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *