0

Promovido pelo critério de merecimento, o novo desembargador do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, Raimundo Itamar Lemos Fernandes Júnior, que era juiz titular da 16a VT de Belém, Diretor da Central de Execução e instrutor nos cursos de formação de juízes, foi empossado pela presidente do TRT8, desembargadora Graziela Leite Colares, em cerimônia reservada prestigiada pela vice-presidente do TRT 8, desembargadora Maria Valquíria Norat Coelho; a corregedora, desembargadora Mary Anne Acatauassu Camelier Medrado,  magistrados, servidores e familiares. Ele ocupa a vaga aberta em razão da aposentadoria do desembargador Herbert de Matos, e integrará a 2ª Turma de Julgamento. 

Em seu pronunciamento, o novo desembargador agradeceu a Deus e à sua família, em relato emocionado sobre os pais, e afirmou que o TRT 8 é a sua segunda casa. Ele enfatizou que a primeira Vara Trabalhista onde atuou, ainda juiz substituto, foi em Calçoene, no Amapá, depois em Macapá e em todas as regiões do Pará. “Instalei o Fórum de Marabá, fui o primeiro diretor do Fórum Trabalhista de Marabá e criamos a primeira Central de Mandados da região em Marabá, e depois estive em cidades mais próximas, Abaetetuba, até chegar em Belém, começando pelo 4ª Vara, até a 16ª Vara do Trabalho, chegando agora ao desembargo.”  

Raimundo Itamar Lemos Fernandes Jr. tem uma carreira vitoriosa. Aprovado em 1º lugar no concurso para juiz, em 1994, ele é mestre e Doutorando em Direito pela Universidade de Coimbra, professor da pós-graduação em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho e, ainda, palestrante internacional. É autor de artigos publicados em diversas revistas de circulação nacional e dos livros “O Direito Processual do Trabalho à luz do princípio constitucional da razoável duração” e coautor da obra “Sentenças Trabalhistas”. Desde dezembro de 2002, já foi convocado várias vezes para a 3ª, 2ª e 1ª Turmas do TRT8. Membro da Comissão de Legislação da ANAMATRA e vice-presidente da AMATRA 8, dirigiu o Fórum Trabalhista de Belém quando da inauguração de sua sede única (2018). Foi agraciado com a medalha da Ordem do Mérito Jus et labor – TRT 8, o título honorífico de Cidadão de Marabá e a medalha do Exército Brasileiro. 

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Cinema e o Dia dos Namorados

Anterior

Parceria do Sebrae e I Comar

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *