Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Drama na Santa Casa

É muito grave a situação no hospital da Santa Casa. O juiz José Coriolano da Silveira, que estava respondendo pelo plantão cível no último dia 13 de novembro, deferiu liminar em favor do Estado e da Fundação Santa Casa de Misericórdia, determinando aos médicos pediatras e neonatologistas do plantão extra que executem as atividades para as quais foram designados e não paralisem o atendimento, sob pena de multa de R$ 200 mil por dia de descumprimento. A alegação é de que a ausência desses profissionais nos plantões pode resultar na morte de pacientes – muitas crianças nascem prematuras e com problemas pós-parto.

A decisão já causou inclusive pedidos de demissão de pediatras, que se queixam de não serem pagos pelo governo. A
lém de toda a complexidade do problema e da precariedade do atendimento – cuja demanda é de mães e bebês muito pobres e desnutridos -, o que se pode esperar de médicos assoberbados, mal remunerados e obrigados a trabalhar em escala além da sua carga horária de trabalho? A imposição é considerada injusta e não resolverá o problema. Fala-se em mais demissões. Poderá ser o caos.

Por outro lado, o governo não pode desistir da ação civil pública.

Hoje, a governadora Ana Júlia Carepa tomou uma decisão acertada. Orientou a Fundação Santa Casa a negociar um acordo com o Sindicato dos Médicos, a fim de encontrar uma solução que atenda aos interesses de ambas as partes, sem prejudicar os serviços oferecidos à população. Os médicos reconhecem que o hospital vem recebendo reformas estruturais importantes, inclusive com metas de implantação breve do novo centro radiológico e a construção da nova unidade materno-infantil.

Tomara que aconteça um entendimento. Pelo bem da nossa população mais necessitada.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *