Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Destempero e discriminação

O deputado federal Cláudio Puty (PT) e a senadora Marinor Brito (PSOL) representarão junto ao Ministério Público contra o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PTB), que, ontem, mandou Laudenice Paiva, desempregada, “morrer” por alegar não ter condições de desocupar sua casa, em área de risco de desabamento. Ao saber que ela é paraense, ainda arrematou: “então pronto, está explicado”. Assistam ao vídeo aí em cima.

Puty foi à tribuna da Câmara cobrar do prefeito de Manaus desculpas a todos paraenses, e lembrou que é sua obrigação encontrar alternativas para os moradores das áreas de risco, além de preservar os valores da tolerância e da solidariedade.

Marinor considera que Amazonino cometeu crime de preconceito e discriminação, colocando a paraense em situação de inferioridade em relação aos demais brasileiros.


O deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL) requereu na Alepa votos de protesto contra a manifestação “xenofóbica” de Amazonino. Júnior Ferrari (PTB) e Carlos Bordalo (PT) apoiaram o repúdio, que será encaminhado à Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas, à Câmara Municipal de Manaus, ao governador Omar Aziz e à OAB/AM.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *