O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Cruel abandono

O deputado Cássio Andrade (PSB) fez um
impressionante e horripilante relato na tribuna da Alepa: o único cemitério
municipal de Belém, no Tapanã, está sem vaga para novas sepulturas e as
famílias muito pobres estão sendo obrigadas a ficar com restos mortais de seus
entes queridos dentro de casa e a comparecer diariamente à administração do
cemitério para saber se abriu vaga, na
medonha lista de espera.
Trata-se de ofensa à dignidade humana e grave
risco à saúde pública, pelo alto risco de contaminação. Além de a população ser
desassistida ou receber atendimento de baixa qualidade, não tem sequer um lugar
para enterrar seus mortos. Soma à dor da perda mais essa terrível aflição. As
ossadas não foram retiradas como determina a lei, por questões meramente
burocráticas – ou, em bom português, por incompetência e gestão alheia ao
interesse público. Será possível que nenhum órgão competente tomará
providências contra a Prefeitura de Belém?! 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *