No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Quase todo mundo já caiu na tentação de comer ou beber além do necessário, mas a data, 26 de janeiro, foi criada a fim de conscientizar a população sobre os perigos que a compulsão alimentar oferece à saúde. Neste ano,…

"Por muito tempo, nós, da Diretoria Executiva da Unimed Belém nos silenciamos diante das barbaridades que estavam sendo disseminadas entre os colegas nos recusando a entrar no jogo de convencimento de cooperados, pois acreditamos que a verdade sempre prevalece, ou…

A Fundação Cultural do Pará divulgou Edital de Credenciamento de Prestadores de Serviços com nova Instrução Normativa para a contratação de oficineiros, monitores, instrutores e palestrantes que irão trabalhar nas ações desenvolvidas pela instituição em 2023. Podem se candidatar pessoas…

Corda esticada

A requerimento do senador Blairo Maggi (PR-MT), o diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, oficialmente de férias e extraoficialmente exonerado, vai esclarecer as denúncias de corrupção e superfaturamento de obras no órgão em audiência pública conjunta das comissões de Infraestrutura e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle, marcada para a próxima terça-feira, 12. O ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, também vai falar, já na condição de senador.

Maggi, que é cacique do PR e está cotadíssimo para substituir Nascimento, diz que pretende elucidar o escândalo. Mas o que se sabe é que há um clima de enfrentamento com o governo. Os que caíram estão tentando envolver o ministro Paulo Bernardo – não por acaso marido da ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman -, e até a presidente Dilma Roussef.
 

Dentro do próprio PR, há pelo menos três grupos distintos, e um deles está um pote de mágoas com os caciques Valdemar Costa Neto, que mandava no MT, e Blairo Maggi, que dava as cartas no Dnit – e não davam espaço para mais ninguém. E já disseram que têm pelo menos dez nomes para o lugar dos exonerados.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *