O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Conversinha ao pé do ouvido


“Coisas estranhas
continuam acontecendo em 
Belém.

A Câmara tentou
realizar hoje de manhã uma sessão extraordinária para a discussão e a aprovação
de 4 projetos de origem do poder Executivo. O primeiro altera a denominação da
Ctbel para Autarquia de Mobilidade Urbana de Belém – AMUB, 4 empréstimos
financeiros, sendo 2 solicitados ao BID e 2 ao BNDES, além do Plano Municipal
de Educação, Sistema Municipal de Cultura e a criação do Plano de Cargos,
Carreira e Remuneração (PCCR) da companhia de Transportes do Município de Belém
(Ctbel). A sessão foi cancelada por falta de quórum e marcada para a próxima
segunda-feira (09).

A minha indignação é ao tentar entender por que o
sistema municipal de cultura e o plano municipal de educação não foram
discutidos com a população, por que não foram realizadas sessões especiais,
audiências públicas já que são temas que envolvam a todos?

Quanto aos empréstimos, no dia 8 de fevereiro o
prefeito veio a Câmara e afirmou ter dinheiro suficiente para a construção da
obra do BRT. Disse que se pudesse construiria até o município de Marituba.
Agora, o prefeito pede a aprovação de empréstimo para a obra. Tá muito
estranho, pois o governo federal ainda não liberou os recursos prometidos, a
obra não está no orçamento do município para 2012, portanto como ele está dando
continuidade à obra?


Será que a Andrade Gutierrez assumiu a obra em
troca de algum favor futuro? Se houve um acordo entre o Governo do Estado e a
Prefeitura, deveria ser feita uma nova licitação, já que houve alteração no
projeto. Eu vou votar a favor dos empréstimos porque nunca vou ser contra o
desenvolvimento, mas o Ministério Público precisa investigar essa situação.

O PCCR passou 7 anos para ser votado e nunca foi
lembrado, agora como é do interesse dele, trouxe à tona pra aprovação o PCCR,
mas em compensação trouxe o projeto que deixa o seu preposto quando sair do
mandato durante 5 anos. Isso é uma forma de ditadura!
(Vereador
Carlos Augusto Barbosa (DEM), sobre
as medidas no apagar das luzes da
gestão Duciomar Costa em Belém.)

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *