0

A primeira reunião totalmente presencial do Conselho Deliberativo da Sudam após a pandemia teve a participação de ministros, prefeitos, representação de governos de estado e demais conselheiros. O Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA 2024/2027) e pontos relativos ao Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) foram aprovados. A reunião foi presidida pelo ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, tendo como secretário-executivo o superintendente da Sudam, Paulo Rocha.
Além da pauta, os conselheiros aprovaram uma Moção colocando o arquipélago do Marajó, no Pará, como prioridade na política nacional de desenvolvimento regional.
O documento é assinado pelo Instituto Amary, Instituto Marajó, Movimento Marajó Forte e Movimento Todos Juntos na Mesma Canoa e foi entregue à Sudam no dia 7 de julho em reunião na sede da autarquia com movimentos sociais, políticos e lideranças dos municípios do Marajó.
A partir de proposta do vice-governador do Amapá, Antônio Teles Júnior, o Condel aprovou também a inclusão do arquipélago do Bailique, na foz do Amazonas, à condição de prioridade para fins da política nacional de desenvolvimento regional.

Paulo Rocha falou da necessidade de incluir todos em um novo modelo de desenvolvimento para os habitantes da Amazônia. “Qual o modelo de desenvolvimento que nós pensamos para a Amazônia? Porque esse que está aí não resolveu os problemas. Com tanta riqueza ao redor e ainda temos a maioria do nosso povo pobre, vide o Marajó, que tem um dos menores IDH do Brasil. A ideia de realizar, retomar este Condel, é discutir um desenvolvimento que inclua a todos, principalmente os pequenos que não tiveram acesso à possibilidade de se desenvolver, não só como pessoa humana, mas com dignidade, felicidade e bem-estar social”.

Participaram da reunião do Condel da Sudam o ministro das Comunicações, Juscelino Filho; o governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa; o prefeito de Belém e o de Igarapé Miri, Edmilson Rodrigues e Roberto Pina; a vice-governadora do Pará, Hanna Ghassan Tuma; os diretores da Sudam Paulo Roberto Ferreira, Jorge Frota e Wilson Ferreira; o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Cássio Pereira, e o presidente do Banco da Amazônia, Luiz Lessa.
Estavam presentes, ainda, os vice-governadores Felipe Costa (Maranhão), Tadeu de Souza (Amazonas), Mailza Assis da Silva (Acre), Antônio Teles Junior (Amapá) e Edilson Damião (Roraima); Carlos Xavier, da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), entre outros representantes.Condel aprova PRDA 2024/2027 e Marajó como prioridade

As Ameaças da internet em casa

Anterior

 DO GRANDE IRMÃO À CYBER SEGURANÇA NO BRASIL 

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *