Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Comissões aprovam projeto da Susipe


Em reunião conjunta da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária e Comissão de Segurança Pública, presididas pelos deputados Júnior Hage(PR) e Coronel Neil(PSD), respectivamente, foi aprovado hoje, à unanimidade, o projeto de lei nº 272/2015, de iniciativa do Poder Executivo, que reestrutura a Superintendência do Sistema Penal e cria o Fundo Penitenciário do Estado do Pará, com cinco emendas fruto de acordo entre os parlamentares (inclusive de oposição) e o governo. A matéria tramita em regime de urgência e não demora a ir ao plenário da Assembleia Legislativa. Os deputados Airton Faleiro(PT) e Ozório Juvenil(PMDB) fizeram questão de se pronunciar reconhecendo a necessidade do projeto e os avanços que ele representa, além de elogiar a condução das negociações: a convite do presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda(DEM), o coronel André Cunha, superintendente da Susipe, foi várias vezes reunir com os parlamentares, detalhar e explicar as mudanças propostas; ao final, todas as bancadas sanaram as dúvidas e conseguiram emplacar emendas, em pleno acordo com o governo.  A articulação de Márcio Miranda rendeu uma votação sem discussão e até aplausos para o coronel André Cunha.

O projeto cria 93 vagas para o cargo de Técnico em Gestão Penitenciária, sendo 38 na graduação de Serviço Social, 14 em Pedagogia, 35 em Psicologia, 3 em Biomedicina e 3 em Enfermagem. Cria também 7 vagas para o cargo de Técnico em Administração e Finanças, sendo 3 para Ciências Contábeis e 4 em Estatística. Cria, ainda, 6 vagas para o cargo de Técnico em Gestão de Infraestrutura, sendo 2 de Arquitetura, 2 de Engenharia Civil e 2 para Engenharia Elétrica, além de 1.430 vagas para o cargo de Agente Prisional, 57 vagas para Técnico em Enfermagem, 2 cargos de Engenheiro de Segurança do Trabalho, 5 cargos de eletricista e 13 cargos de Assistente de Informática. Todas essas vagas, na realidade, já existem, mas em caráter temporário.

Por outro lado, o projeto extingue 7 vagas do Cargo de Técnico em Administração e  Finanças, na graduação em Administração; 20 vagas de Técnico em Gestão Penitenciária, sendo 12 na graduação de Terapia Ocupacional e 8 em Nutrição; 49 do cargo de Motorista; 11 vagas de Assistente Administrativo, 26 de Assistente Agropecuário; 10 de Auxiliar de Serviços de Agropecuária; 7 de Auxiliar Operacional; 13 de Auxiliar de Informática e 81 de Auxiliar de Serviços Operacionais.

O PL extingue o cargo de Procurador Autárquico, suas atribuições e requisitos, em razão da existência da lei nº 6.873/2006, que estrutura a carreira de Procurador Autárquico e Fundacional. Ficam criadas funções gratificadas de Supervisão de Equipe Penitenciária e de Serviços Técnicos Penitenciários, no valor de R$473.

Nas emendas, de autoria dos deputados Júnior Hage (que também foi o relator pela CFFO), Coronel Neil (também relator pela Comissão de Segurança), e Lélio Costa (PCdoB), foi garantida a vaga para 3 psiquiatras, manutenção de vagas para terapeutas ocupacionais, e criado o auxílio-fardamento, no valor correspondente ao vencimento base, uma vez ao ano.

Participaram também da reunião os deputados Iran Lima, líder do PMDB; Ana Cunha(PSDB), 1ª Secretária da Mesa Diretora; Sidney Rosa(PSB), Eliane Lima(PSDB), Mílton Campos(PSDB) e Luth Rebelo(PSDB). 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *